Serene - ICC
Serene – ICC

Afinal, o que é a Terapia Cognitivo Comportamental?

Desenvolvida por Aaron Beck no início dos anos 1960, é uma das abordagens mais conhecidas e utilizadas atualmente.

Por Karolina Leite, Psicóloga Clínica, Serene - Instituto Cognitivo-Comportamental
Fonte: Wright, Jesse H.

Hoje, a Terapia Cognitivo Comportamental (também chamada de TCC) é uma das abordagens mais procuradas pelos pacientes e também uma das mais indicadas pelos médicos, e quando falo que trabalho com a TCC, sempre me perguntam: afinal, o que é a terapia cognitivo comportamental?

A TCC é uma abordagem psicológica que, de maneira simplificada, entende que não são as situações ou nossos problemas que desencadeiam nossas emoções, mas sim o significado que damos às situações é que influenciará como nos sentimos e também como nos comportamos.

Vamos a um exemplo para facilitar a compreensão: se um amigo não responde sua mensagem, como você se sente? Talvez, se entender que ele não respondeu porque não se importa com você (pensamento), fique triste (sentimento) e chore (comportamento); ou se entender que ele está bravo com você (pensamento), se sinta ansioso ou culpado (sentimento) e fique inquieto (comportamento); ou que ele está muito ocupado e se esqueceu (pensamento), talvez compreenda que isso pode acontecer com qualquer um, não se importe (sentimento), e volte a entrar em contato com ele noutro momento (comportamento).

Hoje sabemos ainda mais: este ciclo de influência acontece em todos os sentidos. O que pensamos, o que fazemos e como nos sentimos; esses três processos se influenciam mutuamente. O que significa, por exemplo, que o que fazemos também irá ajudar a moldar a forma como pensamos e sentimos.

Esse entendimento dos acontecimentos, apesar de parecer simplista, muda radicalmente a forma como encaramos os eventos que nos ocorrem e nos devolve a direção das nossas vidas. Deixamos de ser coadjuvantes e assumimos o protagonismo das nossas vidas.

Na vida, temos situações que nos causam sofrimento, por serem desafiantes, estressantes, tristes e muito mais. Muitas vezes o sofrimento é causado por um entendimento distorcido da realidade (são os pensamentos disfuncionais e falaremos deles em outro momento). O objetivo da terapia é identificar a causa do sofrimento e promover mudanças nos pensamentos e crenças do paciente, para promover mudança emocional e comportamental duradora. Para isso a Terapia Cognitivo Comportamental compartilha com seus pacientes seus conhecimentos e estratégias, fazendo com que seu paciente tenha um papel ativo em sua melhora e possa manter esses ganhos mesmo após o fim da terapia.

Desde seu surgimento, a TCC tem sido amplamente testada através de estudos que comprovam sua eficácia no tratamento da depressão, ansiedade e seus sub-tipos; como transtorno de pânico, ansiedade social e fobias específicas. Além destes, a terapia cognitiva comportamental ainda abrange o tratamento dos transtornos alimentares, como anorexia e bulimia, abuso de substâncias, problemas de casais e terapia familiar.

Em razão da sua eficácia, atualmente a TCC é a abordagem mais indicada pelos médicos nos transtornos indicados e ainda no tratamento do transtorno obsessivo-compulsivo (TOC), transtorno de estresse pós-traumático (TEPT), transtornos de personalidade, depressão recorrente, dor crônica, hipocondria e esquizofrenia.

O tratamento pode ser realizado em grupo ou individual, para crianças, adolescentes, adultos ou idosos.

 

Compartilhar

Artigo publicado Hoje por Jorge

Comentários